Sobre a transição, a outra

Por Valter Pomar. Grande parte da coalizão que venceu as eleições presidenciais está atenta à composição e aos trabalhos da comissão de transição instalada no CCBB. Entretanto, é preciso atenção também para outras dinâmicas que seguem em curso, por exemplo: o ambiente internacional; a ação dos neofascistas; a chantagem dos neoliberais; e o pano de fundo do processo, a saber, a desindustrialização do país e todos os seus efeitos. 

0 Comentários

Conjuntura e tarefas

A conjuntura exige, mais do que nunca, que nosso Partido atue como Partido. Para isso, é preciso que a comissão executiva nacional e o diretório nacional se reúnam imediatamente e presencialmente, não apenas para debater a transição e a composição do futuro governo, mas principalmente para tomar decisões coletivas frente a uma conjuntura extremamente difícil. Seguem as contribuições para este debate, aprovadas, no dia 6 de novembro de 2022, pela direção nacional da tendência petista Articulação de Esquerda. 

0 Comentários

Lutar, lutar e lutar, até vencer

Por DNAE. Podemos vencer e vamos vencer, se toda nossa maravilhosa militância sair às ruas, se formos com tudo para cima e se colocarmos no centro do debate a pauta do povo. Não esquecendo que se tudo correr bem, se vencermos nas ruas, será necessário também garantir a vitória, garantir a posse e governar. O melhor, portanto, ainda está por vir.

0 Comentários

O que mais pode ser feito?

Por Valter Pomar. A eleição presidencial será decidida por pouco, não por uma fórmula mágica, nem por uma “bala de prata”. E o que pode decidir a nosso favor é rua rua rua em defesa da pauta do povo. E para isso precisamos, além da maravilhosa militância e dos indispensáveis animadores  de torcida, de um comando que aja como estado maior, não como animador de torcida.

0 Comentários

O pessimismo da vontade e o otimismo da razão

Por Valter Pomar. Por fim: é possível vencer, podemos vencer e vamos vencer, à condição de que adotemos várias medidas urgentes, entre as quais eu destaco colocar mais e mais e mais a pauta do povo no centro do debate. Lula fez isso, na Band, ao defender o povo trabalhador do complexo do Alemão. Lula fez isso, também, nos melhores momentos do podcast Flow. Pobres contra ricos, tostão contra milhão, futuro contra passado, classe contra baixaria, rua rua e rua.

0 Comentários

Sobre o debate na Globo

Por Valter Pomar. Os melhores momentos de Lula, no debate da Band, foram quando ele se concentrou nisto. Às vezes é melhor deixar uma canalhice sem resposta e usar o tempo para falar do que realmente interessa ao povo: desmascarar o governo cavernícola e suas políticas; apresentar mais e melhores propostas; e principalmente disputar o futuro.

0 Comentários

Opinião sobre o debate

Por Valter Pomar. Minha opinião é que o debate “em si” não produzirá nenhuma alteração significativa. Isto é bom? Não, não é bom. Pois significa dizer que a situação continuará como antes, ou seja, uma lenta redução da diferença entre Lula e o cavernícola.

0 Comentários

Palpite sobre o debate de 16 de outubro

Por Valter Pomar. O lado de lá sabe da importância da luta ideológica nessas eleições. Para eles, trata-se de uma batalha “espiritual”. E embora se trate em boa medida de uma batalha contra a legião do espírito de porco, para ter maiores chances de vencer devemos invocar algo vintage, mas sempre inspirador: despertar em parte dessa massa que se ausentou do primeiro turno o poderoso sentimento de que trabalhador vota em trabalhador.

0 Comentários

Rua, rua, rua!!!

A direção nacional da tendência petista Articulação de Esquerda, reunida no dia 4 de outubro de 2022, aprovou a seguinte resolução de balanço do primeiro turno das eleições gerais. A esperança só vai vencer o medo, se a esperança tiver consciência do tamanho da ameaça que paira sobre nós. Uma vitória da extrema-direita nesta eleição presidencial teria impactos sobre o mundo, sobre a América Latina e sobre a vida da classe trabalhadora brasileira e do conjunto da sociedade pelas próximas décadas. Não se trata apenas da maior batalha de nossas vidas. Se trata de uma batalha por nossas vidas e pelo futuro do povo brasileiro!

0 Comentários