Condomínio visitado por Lula homenageia ocupação despejada violentamente no governo Alckmin

Condomínio visitado por Lula homenageia ocupação despejada violentamente no governo Alckmin

Condomínio visitado por Lula homenageia ocupação despejada violentamente no governo Alckmin

Por Página 13 (*)

O leitor do Página 13, João Gabriel da Silveira Neves, fez uma lembrança importante,  nos comentários de uma das matérias do site ( O discurso de Alckmin), sobre a visita de Lula, na última sexta-feira (25), a um condomínio em Santo André (SP): “E sabe qual é o nome do condomínio do MTST que Lula visitou nessa sexta? Novo Pinheirinho.”

O condomínio foi fundado em 2019, mas os moradores se mobilizam no local desde 2012, ano em que ocorreu o episódio conhecido como “Massacre do Pinheirinho”. À época, uma operação de reintegração de posse comandada pela Polícia Militar de São Paulo, sob comando do então governador Geraldo Alckmin, despejou violentamente milhares de famílias. Para saber mais sobre o massacre,  clique aqui.

O construção do condomínio foi possível graças à luta das famílias, da organização popular e dos governos Lula e Dilma, que criaram e sustentaram um programa como o “Minha Casa, Minha Vida”.

Geraldo Alckmin se notabilizou justamente por se opor à organização e às demandas populares, além de fazer oposição ferrenha aos nossos governos, apoiar o golpismo e defender um modelo de desenvolvimento conservador e concentrador de renda e riqueza. Alguém acredita que depois de décadas, representando e implementando os interesses da classe dominante, ele tenha mudado e passado a ser um nome “confiável” e “seguro” para  compor uma chapa com o companheiro Lula?

(*) redacao@pagina13.org.br

Deixe um comentário