Vereador faz campanha para Cláudio Castro e militância pede sua expulsão

Vereador faz campanha para Cláudio Castro e militância pede sua expulsão

Vereador faz campanha para Cláudio Castro e militância pede sua expulsão

Vereador faz campanha para Cláudio Castro e militância pede sua expulsão

Por Página 13 (*)

Neste último domingo, 21/08, o jornal O Dia publicou matéria explicitando que o vereador pelo PT em Duque de Caxias (RJ), Eduardo Moreira, divulgou em suas redes sociais a chapa que apoia nas eleições de 2022 (veja aqui). A publicação foi feita em uma das redes sociais do vereador no dia  16 de agosto:

Na chapa não há NENHUMA candidatura aprovada nas instâncias do PT. Em direção oposta, são apresentadas candidaturas adversárias daquelas que foram aprovadas pelo PT.

Lula não aparece na chapa. E o vereador declara apoio a Cláudio Castro para governador e Romário para senador.

No dia 21 de agosto, mais uma vez, o vereador faz postagem em apoio e em campanha para a reeleição do governador bolsonarista Cláudio Castro. Na mensagem, Moreira diz: “seguimos firme na campanha do nosso candidato à reeleição, governador Cláudio Castro, agora com o nosso sempre prefeito Washington Reis, como vice, e também com os deputados federal e estadual, Gutemberg e Rosenverg Reis.”

A tendência petista Articulação de Esquerda (AE) desde 2020 apresenta pedidos de Comissão de Ética para o vereador. Nas eleições municipais, Moreira apoiou o adversário do PT. A tendência levou a voto no Diretório Estadual (RJ) pedido de expulsão e votou sozinha a favor do pedido.

Com os reiterados apoio, ou complacência da maioria da direção Estadual ao desrespeito às decisões partidárias e às alianças com setores da direita, não causa surpresa que o vereador ignore a campanha de Lula e que seja cabo eleitoral contra Freixo e André e a favor dos bolsonaristas Castro e Romário.

Com base nestes fatos, a direção estadual da Articulação de Esquerda do Rio de Janeiro encaminhou denúncia e solicitação de abertura de Comissão de Ética diretamente à Executiva Nacional. Espera-se que a maioria do diretório nacional do PT seja consequente e dê um basta a aqueles que dentro do partido trabalham para fortalecer o bolsonarismo, o neoliberalismo e o conservadorismo.

(*) redacao@pagina13.org.br

 

Deixe um comentário