Na construção da tendência – um caso histórico

Na construção da tendência – um caso histórico

Na construção da tendência – um caso histórico

Na construção da tendência – um caso histórico

Por Sebastião Erculino (*)

A tendência AE (Articulação de Esquerda), corrente do partido dos trabalhadores e das trabalhadoras, organiza-se em todo Brasil desde 1993 quando dirigentes deste partido, que se reuniam em torno da tendência Unidade na Luta, discordaram das práticas, formulações, condução e reflexões em torno da construção partidária, condução da base e formulação teórica.

Me engajei nessa tendência desde então. Aqui eu me sinto contemplado com todas as divergências relacionadas acima pela qual tinha e tem a AE com a CNB e outras tendências deste partido. Me sinto um tanto inoperante na AE, porém, me alegro por pertencer a uma corrente que luta pelo socialismo, debate o partido, formula um instrumento partidário que seja a voz da classe trabalhadora frente aos capitalistas.

Temos uma organicidade invejável, uma marca espetacular e quadros inigualáveis. Mas, ainda somos poucos dentro do PT para as trincheiras pelas quais temos, devemos e queremos colocar o partido. Portanto, há muito que construir, e, claro, vamos construir. Foi numa destas construção que a tendência nacional deliberou por colocar na estrada alguns de seus quadros para dialogar com a base do PT Brasil afora.

Na agenda de visitas ao ES vieram três destes quadros: Natália Sena, Patrick Araújo e Valter Pomar. Entre as reuniões acertadas no estado do Espírito Santo, uma estava agendada para “Água Doce do Norte”. Confesso que fiquei lisonjeado em receber pessoas de quilate construtivo e ideológico partidário de peso, mas, também um tanto preocupado.

Fui acompanhando o desenrolar das agendas em Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica e Guarapari. Na agenda de Água Doce recebi com tristeza a notícia de que o companheiro Patrick e a companheira Natália não iam poder vir e teriam que retornar aos seus estados devido a outros compromissos, mas, que Valter Pomar viria acompanhado de Gilmar Ferreira. Bom, com dois ou com quatro, daria na mesma, minha tarefa era juntar gente boa de luta e gente que tem reflexões progressistas para escutar, interagir, opinar e construir o futuro partidário que almejamos.

Como sempre, aqui nesse pedaço de chão, denominado Noroeste Capixaba, nós do PT, gostamos de articular enquanto região e procuramos sempre não individualizar as agendas políticas. Assim, tentei com Valter duas agendas antes de chegar a Água Doce do Norte: reunião em Águia Branca e Barra de São Francisco. Vejamos o diálogo com o companheiro sobre estas sugestões de agenda:

“*13/12 – Vitória / Água Doce do Norte*

5h: Voo Patrick de volta para Natal

11h – Saída Valter para Água Doce do Norte (4h45 de deslocamento)

17h – Plenária Água Doce do Norte (só Valter)

Hospedagem: Avenida Jones dos Santos Neves, Centro, Barra de São Francisco – NortHotel. Telefone: 27 3756-2111

17h15: Voo Natália volta para Brasília”

Minha sugestão era: [09/12/2021 12:24] Sebastião: Estou pensando aqui junto com Rogério. Você vai ficar ocioso em VIX na parte da manhã. Se Tu tiver disposição de sair bem cedo de Vix com Rogério, poderíamos passar em Águia Branca e conversar com o único vice prefeito que o PT capixaba têm, depois visitaríamos o Zé Valdeci e Zilma Matos em Barra de São Francisco e às 17h estaríamos em Água Doce. Se tú topar, vou tentar articular.

[09/12/2021 12:25] Valter pomar: ocioso eu não fico nunca, nas segundas tem reunião do grupo de conjuntura da FPA e tem reunião do blog Manifesto Petista. Mas dá para sair cedo sim.

[09/12/2021 12:27] Sebastião: Kkkkk verdade, mas, vc acha que dá pra fazer mesmo com estas reuniões?

[09/12/2021 12:27] Valter pomar: Deixa eu pensar e te digo.

[09/12/2021 12:27] Sebastião: 👍👍👍.

 Acontece que estas sugestões das agendas em Águia Branca e Barra de São Francisco não fluiu. Vejamos o arremate: “[12/12/2021 21:56] Valter pomar: oi camarada, tudo certo para amanhã? Devo sair às 11h de Serra junto com o Gilmar. Fazemos a atividade e voltamos em seguida.

[12/12/2021 22:04] Sebastião: Estamos articulando a participação das pessoas, tem fatores de chuva que interditou algumas pessoas, pois a estrada não passa ainda, mas, tá tudo certo.

[12/12/2021 22:04] Valter pomar: Ok”.

 O encontro

 O dia do encontro chegou. E não podia ser outro dia, 13 (treze) de dezembro de 2021. Os filiados do PT, dirigentes do sindicato, a direção do partido, representante do MPA (MOVIMENTO DOS PEQUENOS AGRICULTORES), Associações, enfim, não tinha muita gente por diversos fatores e um deles eram as chuvas torrenciais que caía na região por vários dias. De Repente chega um carro e de dentro dele aparece Gilmar Ferreira (um magricelo) já grisalho andando com seu pescoço inclinado para a direita (ele sempre anda assim) e Valter com uma caixa de livros, revistas, panfletos e uma bandeira da AE dizendo “a caixa é de vocês, os materiais é para levar e distribuir e a bandeira é sua Tião”. Pronto, está fixado em meu escritório desde então.

Daí a pouco chegou o vice prefeito de Águia Branca em um automóvel com mais quatro companheiros e chegou também um representante de Barra de São Francisco. Isto me encheu de alegria, eu não disse, mas queria dizer a Valter “tá vendo, tu não disponibilizou tempo para Águia Branca e Barra de São Francisco, mas, eles vieram e mantiveram assim a nossa prática de regionalização e estamos aqui juntos”.

A mesa, como sempre forrada com as bandeiras da via campesina, do MPA, MAB, MST, RACEFFAES, MMC, PATORAL DA JUVENTUDE RURAL e ao fundo a BANDEIRA NOVA DA AE. Alguém falou, “vamos começar? Outros responderam, vamos. Que nada de começar, aliás, já tinha começado porque já estávamos nas preliminares e na resenha, quando de repente todo mundo ali muda de semblante, de compostura e de ação.

O caso

 Sim, mudou tudo, chega correndo dentro da plenária um rapaz de uns 28 a 30 anos correndo, ele estava com o uniforme do posto de combustível COMSALTO, vai lá na frente, perto da mesa, olha para o Valter e diz:

  • Donato: O Senhor passou no posto de gasolina agora e abasteceu e passou o cartão, né?
  • Valter: Sim
  • Donato: Minha nossa Senhora, eu fiquei desesperado porque na hora de digitar o valor eu digitei o valor errado
  • Valter: como assim, o valor errado?
  • Donato: isto, eu digitei errado e o valor foi bem maior que o valor abastecido
  • Valter: que isso cara
  • Donato: pois é, aí eu percebi que você não é daqui e pediu informação para chegar ao sindicato, eu pensei logo, ele está no sindicato para alguma reunião, tenho que ir logo lá, porque preciso devolver o dinheiro a mais que passei no cartão dele por descuido, ainda bem que cheguei aqui e vocês estão aqui mesmo, vamos lá para resolver.
  • Valter: cara vamos então.

Os dois saíram em direção ao posto de gasolina e nós ficamos no local da reunião aguardando o desfecho do imbróglio. Uns 20 mim depois chega o Valter todo sorridente dizendo “gente, eu ganhei dinheiro hoje, porque dificilmente eu conseguiria reaver os valores excedentes passados no meu cartão”.

Donato é filho de um petista filiado há muitos anos no PT de Água Doce do Norte, o seu avô (Donato Rodrigues da Costa) já falecido era nosso filiado também, um apaixonado pelo Lula, ele sempre me contava sua história quando em Belo Horizonte em um de seus passeios esteve numa agenda do Lula e foi abraçado pelo ex-presidente e nosso futuro presidente. Donato deixa esse exemplo para todos nós, de que tudo vale, menos ficar com aquilo que não é seu.

A reunião começou e foi reflexões para mais de duas horas de prosa, sobre Lula, seu vice Geraldo Alckmin, o comportamento da direita, o papel do Ciro, a forma muito contraditória que o campo majoritário do PT conduz as coisas no partido, o nosso papel nesta eleição, que será uma guerra. Enfim, falamos muito, os presentes gostaram, teve fotos ao final e o retorno de Valter e Gilmar para Vitória.

Vindo de ônibus de Vitória para a Serra no dia 02.06.2922 juntamente com Gilmar Ferreira ele me reverberava esse caso e me desafiei a escrever para não cair no esquecimento. Não comentei sobre este assunto com Valter mais depois da reunião, mas, segundo Gilmar ele comentava sobre o episódio durante a volta para Vitória.

Que nos caminhos da construção de nossa tendência esses exemplos de humanismo, empatia, honestidade, moral, possa florescer sempre mais e assim termos boas histórias para contar.

Viva a AE, viva os gestos revolucionários.

(*) Sebastião Erculino é militante do PT do Espírito Santo

Deixe um comentário