Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador

Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador

Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador

Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador

Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador

Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador

Publicado no portal da Fundação Perseu Abramo

O Equador realizará suas eleições gerais, que incluem o primeiro turno das presidenciais, no dia 7 de fevereiro. Caso seja preciso um segundo turno, ele acontecerá no mês de abril. Cerca de 13,1 milhões de pessoas são chamadas para eleger o sucessor de Moreno, cujo mandato de quatro anos termina em 24 de maio.

Um grupo de 16 candidatos está concorrendo ao cargo e inclui Andrés Arauz, o escolhido do ex-presidente socialista Rafael Correa (2007-2017), o ex-banqueiro de direita Guillermo Lasso e o líder indígena de esquerda Yaku Pérez, favoritos segundo pesquisas.

O Equador, com 17,4 milhões de habitantes e um dos primeiros focos da pandemia da Covid-19 na América Latina, registra 222.567 casos (1.270 por 100.000 pessoas) e 14.196 mortes.

A disputa que ocorre em meio à pandemia da Covid-19 será discutida na próxima sexta-feira, 5 de fevereiro, no programa Pauta Brasil. Com a mediação de Valter Pomar, professor de relações internacionais da UFABC e diretor da Fundação Perseu Abramo, Emir Sader e Carol Proner irão falar sobre esse momento no Equador e as análises sobre as eleições naquele país.

Carol Proner é advogada, doutora em direito internacional, professora da UFRJ e membro da ABJD.

Emir Sader é ex-presidente da Associação Latino-americana de Sociologia e secretário executivo do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (Clacso).

Pauta Brasil receberá especialistas, lideranças políticas e gestores públicos para discutir os grandes temas da conjuntura política brasileira. Os debates serão realizado nas segundas, quartas e sextas-feiras, sempre às 17h, e serão transmitidos ao vivo pelo canal da Fundação Perseu Abramo no YouTube, sua página no Facebook e perfil no Twitter, além de um pool de imprensa formado por DCM TV, Revista Fórum, TV 247 e redes sociais do Partido dos Trabalhadores.

O novo programa substitui o Observa Br, programa que era exibido nas quartas e sextas-feiras, às 21h. Clique aqui e acesse a lista de reprodução com todos os 66 programas.

Deixe um comentário

Pauta Brasil debate as eleições presidenciais no Equador