Alkmin aderiu à articulação golpista de 2016

aecioae

Por Página 13 (*)

O tucano Geraldo Alckmin foi um apoiador do golpe de 2016, que destituiu o governo legítimo de Dilma Rousseff por meio de um impeachment sem crime de responsabilidade.  No dia 20 de março de 2016, Alkmin disse concordar “em número, gênero e grau” com Fernando Henrique Cardoso, que defendeu o impeachment da presidente Dilma Rousseff, em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”.

Um semana antes, Alkmin, Aécio Neves e outros tucanos haviam comparecido a uma manifestação favorável ao impeachment na Avenida Paulista. O metrô de São Paulo, sob responsabilidade do governo Alkmin,  liberou as catracas em diversas oportunidades para que os manifestantes apoiadores do golpe não pagassem pelo transporte e chegassem às manifestações com maior facilidade,  sob o argumento de que devido o afluxo grande de pessoas seria mais seguro para a população. Evidentemente, isso não ocorria nos dias das manifestações contrárias ao impeachment.

 

 

 

Fontes:

https://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/03/alckmin-pede-hora-extra-a-metroviarios-para-apoiar-protesto-anti-pt-5229/

https://m.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1752065-alckmin-pactua-em-genero-numero-e-grau-com-fhc-sobre-impeachment.shtml?cmpid=menupe

https://www.psdb.org.br/df/alckmin-concorda-com-fhc-e-defende-impeachment-de-dilma/

(*) redacao@pagina13.org.br

 

Deixe um comentário