Balanço da eleição em Roraima

Balanço da eleição em Roraima

Balanço da eleição em Roraima

Balanço da eleição em Roraima

No editorial do Jornal Página 13 de número 220, edição de novembro, afirmamos erroneamente que “em Roraima não houve uma única candidatura do PT”. A bem da verdade, fomos induzidos ao erro pela divulgação de dados equivocados pela Sorg (Secretaria de Organização) do PT nacional.

Este texto, para além de ser uma simples “errata”, é um balanço que visa fazer jus aos esforços valorosos da militância petista roraimense, alertados que fomos sobre nosso erro pela companheira Edineide e depois por Antonia Pedrosa, candidata à vereadora pelo PT de Boa Vista, capital, que conquistou 879 votos.

Em Roraima os petistas enfrentaram o que há de pior. O governador é o bolsonarista Antonio Denarium (PSL). Os 3 senadores são de direita: Mecias de Jesus (Republicanos); Telmário Mota (PROS); e Chico Rodrigues (DEM). O senador Chico Rodrigues é aquele do dinheiro nas nádegas, que foi afastado do cargo por 90 dias pelo STF. Agregue-se a tudo isto a figura sombria do golpista Romero Jucá (MDB), que está sem cargo público, mas atua fora dos holofotes.

Diante de todo este cenário adverso, o empenho dos candidatos e das candidatas do PT de Boa Vista é digno de registro. A capital concentra cerca de 70% de toda a população do estado de Roraima.

Para prefeito, o PT apoiou Linoberg Almeida, do Rede, que obteve 15.775 votos, que representam 9,99%. Linoberg quase retirou a vaga de Ottaci (Solidariedade) no 2º turno. Ottaci teve 16.735 votos, equivalentes a 10,59%. A eleição em Boa Vista foi vencida por Arthur Henrique (MDB), com 116.792 votos, 85,36%.

Cabe aqui uma avaliação da disputa sobre qual a chapa majoritária que seria apoiada pelo PT; e o quanto esta disputa atrapalhou o desempenho do partido. Inicialmente, a presidenta municipal do PT de Boa Vista, Rosa Barroso; e o Deputado Estadual Evangelista Siqueira, presidente estadual do PT de Roraima e membro do GTE, articularam o apoio do PT de Boa Vista ao Solidariedade. Mas a Comissão Executiva Nacional do PT desautorizou a decisão, alegando que o PT só apoia a construção de alianças com PCdoB, PSOL, PDT, PSB, Rede, PCO e UP, determinando assim o apoio à candidatura do Rede.

Com um pouco mais de visão, a direção do PT de Roraima poderia ter lançado chapas majoritárias próprias que dessem muito mais visibilidade para suas chapas proporcionais, conforme avalia a candidata à vereadora petista Antonia Pedrosa. Mesmo adotada uma estratégia equivocada, a chapa proporcional, com 19 candidaturas no total, não alcançou o coeficiente eleitoral por muito pouco: faltaram apenas 112 votos. Os resultados obtidos foram muito expressivos, o que mostra que abrir mão do protagonismo não foi um bom negócio para o PT, que poderia ter eleito vereadores com uma outra tática:

Boa Vista

Candidatura                                     Percentual     Votos

Padre Paulo Mota                              0,91%             1.431

Professora Antonia Pedrosa               0,56%             879

Professora Sirdennys                         0,17%             262

Elias Freitas                                       0,16%             258

Ediane Rodrigues                              0,15%             240

Marcos Vinicius                                 0,13%             198

Roberto Morais                                  0,12%             189

Regy Carvalho                                   0,09%             136

Osmar Morais                                    0,07%             111

Jordel Santos                                      0,06%             97

Cleiton da Confecção                        0,06%             92

Fabiola Cuidadora                             0,06%             92

Professor Betinho                              0,05%             80

Profiro do Vila Jardim                       0,04%             56

Sheul Chaves                                     0,02%             28

Marcela Matarazzo                            0,01%             21

Rômulo Braz                                      0,01%             18

Valdilson O Pink                               0,01%             16

Paulo do Crediario                             0,01%             13

Ainda em Roraima, o PT teve candidaturas proporcionais em mais duas cidades: Normandia e São João da Baliza, conforme segue:

Normandia

Candidatura                                     Percentual     Votos

Lindomar Lima                                  2,03%             121

Andreia da Promoção Social             1,05%             63

Irmão Vilson                                      0,27%             16

São João da Baliza

Candidatura                                     Percentual     Votos

Amarildo Firmino                              1,83%             71

Dell Borba                                         1,70%             66

André Bananinha                               0,85%             33

Regiane Costa                                    0,82%             32

Luh Santos                                         0,13%             5

Tanto em Normandia, quanto em São João da Baliza, a situação de Boa Vista se repete: apesar do esforço de candidatos e candidatas proporcionais, a ausência de chapa majoritária própria foi um erro determinante para que as duas chapas proporcionais não alcançassem o coeficiente eleitoral.

Em São João da Baliza o PT apoiou a candidata do Solidariedade, Luiza Maura, que obteve 2.021 votos, 51,93%, e elegeu-se prefeita em uma coligação que além de PT e Solidariedade ainda contou com o DC.

Em Normandia, o PT apoiou o candidato Gute Brasil, do PL, que obteve 1.225 votos, 20,35% do total, ficando em terceiro lugar. Na coligação, além do PT e do PL, ainda estavam o Republicanos e o Cidadania. A eleição foi vencida por Dr. Raposo (PSD), com 1.463 votos, 24,30%. E em segundo ficou Jairo Araújo (MDB), com 1.408 votos, 23,39%.

Roraima possui ainda outros 12 municípios onde o PT não organizou candidaturas – nem majoritárias, nem proporcionais.

Os editores do Jornal Página 13

Deixe um comentário